29 agosto 2006

Misiones Turística



Assim como as abelhas da colméia turística do Paraná se organizam em Arranjos Produtivos Locais (APL), em Misiones, a mesma coisa está acontecendo. A província argentina foi dividida em seis regiões ou roteiros turísticos. A mais conhecida dos profissionais do turismo é a região (internacional) das missões jesuíticas. Conheça as outras:


Região das Missões – San Ignacio Miní, Nuestra Señora de Loreto, Santa Ana, Santa Maria la Mayor
Iguazú – Região das Águas Grandes
Região da Selva – Wanda – Andresito – aqui está localizada a Yacutinga Lodge
Região dos Saltos e Cachoeiras – El Soberbio, Aristóbulo del Valle, San Vicente, Dos de Mayo, 25 de Mayo, Santa Rita (Moconá, Salto Encantado, Salto Golondrina). O Salto Moconá, na fronteira com o Brasil,e dentro do Parque Estadual do Turvo é chamada de Yucumã no lado brasileiro na cidade de Derrubadas.

Região das Flores – Puerto Rico, Monte Carlo, Capiovi
Região do Mate e da Terra VermelhaApóstoles.
Além das cinco regiões acima, há ainda um roteiro de Agro-ecoturismo. Gostou?
O nome do programa é Agro-Ecoturismo y Turismo Responsable para el Desarrollo (Desenvolvimento) Sustentable en Misiones. A instituição responsável é a União das Escolas da Familia Agrícola (Unefam), com o apoio da ISCOS - CISL Lombardia (Itália) e financiado pela Fondazione Cariplo. Esta idéia da Escola da Família Agrícola é muito interessante e já é discutida no Brasil. É dentro do programa de geração de rendas das Escolas da Família Agrícola (EFA ) que se encaixa a Rede de Agroecoturismo. Há 21 escolas EFA em Misiones.
No momento, cinco municípios participam do programa da REDE que já conta com 24 propriedades: Colônia Caraguatay, San Pedro, San Vicente, Dos de Mayo e El Soberbio. Caraguatay já é mais conhecida do trade turístico por ser a sede do Solar do Che Guevara. Já vendido em programas no grande trade. Sobre o Che veja mais isso.

Nenhum comentário:

Hora Mundial