09 setembro 2020

Dubai está aberto para brasileiros e já registra demanda Sendo um dos 37 destinos internacionais abertos para brasileiros, Dubai, um dos sete Emirados Árabes, volta a receber turistas do Brasil

 


Governo de Dubai realiza amanhã, em parceria com Emirates e CVC – operadora que mais embarca brasileiros para Dubai – um webinar gratuito, dirigido a agentes de viagens, para mostrar como o destino está preparado para a retomada

No Brasil, o setor de viagens de lazer começa a sair da quarentena, dando sinais de retomada gradativa, principalmente impulsionada pelo turismo doméstico, com a mobilização de operadoras de viagens, hotéis, resorts, pousadas e atrativos seguindo protocolos de segurança.

De forma mais tímida, o turismo internacional para brasileiros segue em quarentena com boa parte do mundo com fronteiras fechadas. Atualmente, somente 37* destinos internacionais estão com fronteiras abertas para brasileiros. Um deles é Dubai, nos Emirados Árabes, que saiu na frente sendo hoje um dos locais mais preparados para receber turistas neste período.

02 setembro 2020

Duas boas notícias do Diário de Turismo: novidade do Aroldo Schultz e o anúncio do retorno dos Jesuítas

É bom ver essa proposta de volta: operadora lança novo produto rodoviário (Veja destaque: viagens durante o dia)  

 

O Diário do Turismo trouxe duas reportagens super interessantes para o momento atual e para mim, pessoalmente. A primeira tem como título: "Presidente da Schultz para finalizar roteiros da Europa Brasileira", Segundo a nota, o presidente da Schultz Operadora, Aroldo Schultz chega ao Brasil no próximo dia 9 de Setembro para finalizar os roteiros de seu novo produto turístico: “Europa Brasileira – Circuitos Rodoviários pelo Brasil“. “Serão oito roteiros rodoviários que apresentarão a historia dos imigrantes, o período da escravidão, a Proclamação da República e as incríveis belezas do nosso sul europeu”. A entrevista completa de Paulo Atzingen ao empresário pode ser vista aqui no Diário do Turismo

Uma Van de Morretes-Curitiba chamada John Galt

A John Galt em prontidão aguardando os passageiros do Trem da Serra 

A Van branca estacionada em frente à Estação ferroviária de Morretes se chama John Galt. Ela também tem um número: 1957. Ela é propriedade de um senhor chamado Ulisses. É o nome que aparecia no meu "adesivo" de identificação: Guia Sílvia, Van Ulisses.  Por curiosidade uma das  primeiras perguntas que fiz foi: quem é John Galt. O Ulisses trabalha para ele? Mr. Galt será um algum empresário americano perdido no litoral do  Paraná? 

A Sílvia, a guia, cujo nome completo é Silvia Thompson, me disse: "Prefiro deixar que o Ulisses conte essa história. Ele vai adorar contar".  Nesse pacote, está incluído uma visita rápida à  cidade de Antonina com uma parada antes na Fábrica de Balas de Banana que me parece chamar-se Bananina. Bala de banana de Morretes, também tem história. Conto a história  das balas depois. Entramos na fábrica para conhecer. Comprei um saquinho da bala tradicional. Tem bala com pimenta, com amendoim e com ... 

Eu estava com o restante do grupo que se encontrou no desembarque e comigo, em primeira viagem a minha filha  Amanda de 11 anos. Fui depois da compra da bala e conversar com as pessoas e vi o Ulisses, aguardando na varanda, fugindo do sol rachante. 

Então Ulisses, quem é John Galt? Ele começou falar com um "então". Há uma escritora americana, quer dizer ela é russa, judia, que se estabeleceu nos Estados Unidos depois da revolução, chamada Ayn Rand. Ela escreveu muitos livros. Um deles se chamou "Atlas Shrugged", em português a Revolta de Atlas. No livro há um personagem chamado John Galt. "Eu sou fã dela e fã do Galt e fã do livro", explicou. "O livro foi publicado em 1957", acrescentou. "E esse é o número da Van", costurou.
       
Segundo Ulisses, no roteiro do livro, John Gallt era um empresário no ramo da estrada de ferro. "E como eu sou muito ligado em trem, coisas do trem, trilhos, adoro tudo que é ferroviário e como trabalho em torno do trem, fazendo traslado e passeios de quem chega de trem, achei apropriado fazer uma homenagem a esses personagens com a van, que é o resultado de quatro anos de trabalho. Ainda devo uma parcela, mas já é minha", contou. 

Esta nota foi publicada no Blog de Foz
Jackson Lima
Produtor / criador de conteúdos
A Viagem foi cortesia da Serra Verde Express
que opera o Trem da Serra Curitiba - Morretes  

Transporte Rodoviário: redes de hospedagem e transporte se unem para estimular o turismo doméstico

Ônibus da Rápido Federal em Brasília

 

(Da série: o ônibus está voltando)

Ainda em meio a um cenário de pandemia, o setor turístico retoma, de forma lenta e gradual, as suas atividades. Pesquisas mostram que os destinos nacionais serão os mais procurados após a flexibilização do isolamento social e o transporte rodoviário será a mola a impulsionar as viagens. Nesse sentido, surge uma iniciativa que promete estimular o turismo doméstico e incentivar as viagens de ônibus pelo país. 

O grupo ICH Administração de Hotéis, que detém as marcas Intercity Hotels, Yoo2 Rio e hi! fechou uma parceria com o Grupo Guanabara (formado pelas empresas Guanabara, Real Expresso, Rápido Federal, Util, Sampaio e Brisa), um dos maiores no transporte rodoviário do país. A união vai oferecer vantagens a quem pretende viajar ainda em 2020 pelo Brasil.

18 março 2020

Cataratas do Iguaçu: fechadas. Quem diria?

Compartilhamos o editorial do
jornal GDia de Foz do Iguaçu


As Cataratas do Iguaçu fechadas a partir desta quarta-feira, 18 de março de 2020 parece uma espécie de Sinal do Fim dos Tempos. Mas, não precisa entrar nessa esfera. O impensável aconteceu. E não só o Parque Nacional do Iguaçu com a visitação às  Cataratas fecharam. Tudo fechou. Tudo parou: escolas, atrativos turísticos e fronteiras. 

Parece, de novo, uma espécie de convite para pensarmos o que realmente vale na vida. Dinheiro? Riquezas ou a saúde? De que adianta ao homem ganhar o mundo todo e perder sua alma? – já dizia Jesus, há 2000 anos. Ninguém sabe ainda como tudo vai terminar; como vai normalizar.


Mas pelo menos uma coisa emerge: a possibilidade de reconsiderar muita coisa, de rever conceitos. O vírus – um de muitos – veio para fazer o mundo se sentar, quietinho, para pensar como vencer um inimigo que não pode ser destruído com uma bomba atômica.


Que durante os dias que passaremos em casa, nós patrões, empregados, professores, políticos, pastores e fiéis possamos pensar em como fazer um mundo melhor de verdade. Isso inclui um novo turismo, uma indústria nova, relações comerciais e diplomáticas melhores e não baseadas no coice e no bateu levou em que se transformaram. E quanto às Cataratas temporariamente fora do alcance, que podemos fazer para diminuir o sofrimento dela com a falta de água?


Não chove nas cabeceiras do rio Iguaçu há meses. Extensas regiões no Iguaçu médio, no Alto Iguaçu e nas cabeceiras de rios afluentes como o Rio Negro, se ressentem da falta de um projeto de replantio de árvores. Dá para pensar nisso durante o isolamento domiciliar e o fechamento do Parque. Todo mundo sabe, sem árvores faz mais calor, as nascentes secam, há mais enchentes quando chove, assoreamento e outras doenças.

04 março 2020

Está chegando a 26ª ExpoTurismo Paraná (Ex-Salão Paranaense)

Continuidade: a 26ª Expo seráa 1ª com o novo formato

O Salão Paranaense de Turismo mudou de nome. A partir deste ano o Salão passa chamar-se ExpoTurismo Paraná 2020. O nome que aparecerá será 26ª ExpoTurismo Paraná. Durante 25 edições o Salão atraiu milhares de pessoas. Chegou a ora de repaginar e adotar algumas mudanças porque, como sabemos, tudo muda. O nome da tradição agora é mudança.

31 janeiro 2020

O conceito japonês de "Ichi do, Ichi e" aplicado ao turismo ( e a tudo na vida)


 一期 一会 (Ichi go Ichi e) Versão artística caligráfica

Estar no presente, estar no aqui e agora, viver o momento são conceitos muito trabalhados em práticas de “wellness”, “mindfullness”, meditação e técnicas do bom viver. Ichi-go, Ichi-e é parte dessa família de ideias que visam evitar a depressão, a ansiedade ligadas ao hábito de viver o passado, ou se preocupar com o futuro. Tudo que se pode viver é o presente. Devemos nos ocupar somente com o presente e não nos pré-ocupar com o futuro.

22 maio 2019

A beleza do rio Paraná mostrada pela seca

Fotos são do site Ciudad del Este Ahora
O nível do rio está baixo. Este é o trecho abaixo da barragem da Itaipu Binacional. Chamo a atenção para a beleza das rochas, a beleza deste basalto de milhões de anos. Amanhã vou correndo para para o rio com o propósito de ver este cenário.      


10 abril 2019

“Cidades para todos: Construir cidades para cidadãos e visitantes”

Lisboa, Portugal, foi sede do evento
Discussão ocorreu durante Fórum da OMT  (UNWTO)

Durante o Fórum de Municípios realizado pela Organização Mundial de Turismo (UNWTO), no dia 5 de abril em Lisboa, representantes de várias cidades do mundo, Ministério da Economia de Portugal, UNESCO, ONU-Habitat, Banco Mundial, Comitê Europeu das Regiões, se reuniram para discutir o Turismo Sustentável. No encontro, vários pontos sobre o tema foram abordados.
Entre o que foi discutido, está a informação das Nações Unidas que destaca que em 2015, 54% da população mundial vivia em áreas urbanas e que até 2030 esta fatia deverá crescer para 60%.

19 junho 2017

Dificuldade com idiomas impede 33 milhões de brasileiros de viajar pelo mundo


  A conclusão é de um estudo internacional do Hostelworld, plataforma líder mundial de reserva de hostels e albergues, que utilizou o Google Surveys para questionar mais de 8.000 pessoas de seis países sobre suas habilidades linguísticas e como elas impactam nos planos de viagem

Hora Mundial