24 outubro 2006

Festa Trinacional

Foto do site Sopa Brasiguaia que mostra a Tríplice Fronteira, como vista pelo satélite

As autoridades de Foz do Iguaçu (Brasil), Puerto Iguazú (Argentina) e Ciudad del Este (Paraguai) estão conversando na Prefeitura de Foz do Iguaçu. As três cidades da Tríplice Fronteira querem fazer uma festa trinacional simultânea. Não há detalhes ainda. Mas pelo que andei apurando, a festa incluiria um grande show pirotécnico que poderia ser visto pelas três cidades. Os fogos seriam lançados de uma balsa no rio Paraná. É uma notícia interessante. A Trípplice Fronteira descobre a fronteira. Falou-se de dia 27 de dezembro. Para mim seria uma pena! O bom mesmo seria que a festa fosse no révèillon, dia 31.



Por quê? Porque seria uma festa única. Primeiro: o Brasil entra no ano novo uma hora antes que a Argentina e Paraguai. Além de ser uma fronteira de países, existe uma fronteira internacional de fuso horário. Para mim, a Tríplice Fronteira, como chamam, precisa criar um Révèillon conjunto nos Marcos-das-Três-Fronteiras. Contudo eu não faria a queima-de-fogos de uma balsa. Aconteceria três queimas de fogos, uma em cvada lado (Hmm, não seria muito ecológico). Porém, esse révèillon poderia encontrar resistência dos hotéis. Cada hotel faz o seu. Se o Rio de Janeiro fizesse a mesma coisa, ou seja, tivesse a mesma limitação não haveria "o Révèillon" do Rio de Janeiro! Para pensar!

Nenhum comentário:

Hora Mundial