16 outubro 2006

Turismo responsável II

Uma organização chamada Cuidado Climático - CC (Climate Care) se dedica a vender participações na limpeza do ambiente atmosférico. No caso dos passageiros de avião, o passageiro pode querer saber quanto CO² (dióxido de carbono) o seu vôo emite na atmosfera? No setor de turismo, a Responsible Travel adotou a técnologia da CC e adaptou-a para o que ela chama de Calculadora de Emissão aérea de CO², aplicado ao turismo.
Tentei fazer o teste e embora não tenha entendido ainda tudo o que está envolvido, colhi alguns resultados. Digamos que eu esteja em Londres (Aeroporto de Heathrow) e compre uma passagem para o Rio de Janeiro, ida-e-volta. Segundo a calculadora, a quantidade de emissão de CO² feita pelo avião para transportar-me nesse trecho seria de 2.68 toneladas de dióxido de carbono. E daí?

O negócio é o seguinte e aí entra uma espécie de capitalismo ambiental: para aliviar a minha dor de consciência, eu pagaria £21.10 (libras e dez shillings) a ONG. Este dinheiro, seria repassado para a Climate Care que investe em projetos de apoio à tecnologia alternativa.

Calculei, quer dizer a calculadora calculou, quanto custaria se eu estivesse vindo com a minha "gata". O resultado foi que, nós dois teríamos a culpa de emitir 5.36 toneladas de CO². Deveríamos pagar £40.21. Daí fui mais longe. Um grupo de 40 pax (pessoas) quanto emite e quanto tería que pagar? Resposta: emite 107.20 toneladas. Isso custaria £804.10. E um Boeing, com 400 pessoas emitiria quanto? A calculadora não calculou. Uma pessoa física não tenta comprar 400 passagens. Eu, desisti.

Nenhum comentário:

Hora Mundial