18 janeiro 2007

Estrada é o problema

Representantes do setor turístico de Bonito, Bodoquena e Miranda reclamam de queda de até 30% no movimento de tureistas. Eles atribuem os problemas à MS-178, principal acesso para atrativos na região. O presidendente da Atratur (Associação dos Atrativos Turísticos de Bonito e Região), Eduardo Coelho, afirma que o problema é recorrente, agravado no período chuvoso.Cita como exemplos de passeios que ficam prejudicados, além de sua propriedade, a Fazenda San Francisco, em Miranda, o Rio do Peixe e Estância Mimosa, em Bonito e a Boca da Onça, em Bodoquena. Coelho afirma que as ações de manutenção são apenas paliativos e os problemas acabam se repetindo. A única ação que cita como efetiva ocorreu na ponte sobre o Rio Mimoso, no ano passado, mas acrescenta que a ponte sobre o rio Betione está em “estado lastimável”.De acordo com Coelho, a estrada que liga Bonito ao Pantanal está praticamente intransitável, com muitos buracos e valetas. “Constantemente carros de turistas ficam atolados e muitos turistas ficam receosos ao terem que passar pelas pontes”, diz. A MS-178 foi declarada pela Lei 3.000 de junho de 2005 como a Estrada do Ecoturismo do Mato Grosso do Sul.

Nenhum comentário:

Hora Mundial