02 janeiro 2007

Que começo de ano

Boa tarde - já é 2007. Estou envergonhado com a morte de Saddam Hussein. A pena de morte simplesmente não deveria existir. Foi como disse o ex-primeiro ministro italiano, um erro político e histórico. Baixo! Sujo. Uma vergonha para humanidade. Uma pena que isso tenha de acontecer. Como este blog é de turismo quero lembrar que eu pesoalmente tenho um código de postura contrário aos destinos turísticos (países, estados etc) que que têm pena de morte. Eu os boicoto. Não faz muitos dias, o irmão do presidente George Bush, o governador Jebb Bush mandou interromper uma execução via injeção letal. É que a injeção deu zebra. E os carrascos tiveram que seguir tentando enquanto a vítima não morria. Assim, por enquanto, ninguém me convide para Disney ou qualquer coisa na Florida enquanto exista a pena de morte no Estado do Sol.

Só duas classes de pessoas podem executar outras: os deuses - mas creio que eles não fariam esta baixaria. E os bandidos. Os primeiros por serem gentes-finas, os segundos por serem bandidos, sem-lei. E o Rio de Janeiro? Que coisa! Os bandidos deitaram e rolaram. Mas alerto para uma declaração do Presidente Luiz Inacio Lula da Silva sobre a violência no Rio. Para Lula iso é terrorismo e o Brasil vai tratar com os bandidos como terroristas. Assim matematicamente temos o seguinte: o Brasil tem terroristas. Isso significa muito. Há verbas mundiais para lutar contra o terrorismo. Eis a palavra que você vai ouvir nos noticiários. Estamos entrando de peito aberto nas questões quentes mundiais. Logo, logo, antes de ver na TV o prognóstico do tempo como parte do cerimonial de preparação de viagens, veremos também o prognóticos dos riscos de terrosrismo - como nos Estados Unidos.

Nenhum comentário:

Hora Mundial