15 julho 2009

Londres proíbe publicidade enganosa para promover turismo em Israel

LONDRES (AFP) — O conselho britânico que regulamenta a publicidade vetou nesta quarta-feira uma campanha publicitária considerada enganosa, que promovia o turismo em Israel, fundamentando a decisão no fato de a mesma dar a entender que os territórios palestinos da Cisjordânia e da Faixa de Gaza integram o território israelense.

Os cartazes, expostos no metrô de Londres, integravam uma campanha de promoção do turismo em Israel.

Neles uma criança nada ao lado de golfinhos acima da frase "Poucos países têm tanta variedade em um território tão pequeno como o de Israel". Ao lado um mapa representando Israel insinua que os territórios palestinos integram o Estado hebreu.

"Compreendemos que as fronteiras e o estatuto dos territórios ocupados da Cisjordânia, Faixa de Gaza e a colina Golã estão no coração de várias controvérsias internacionais", afirma a Advertising Standars Authority (ASA), organismo independente responsável por fazer respeitar as boas práticas publicitárias.

"Como consideramos que esta publicidade insinua que estes territórios fazem parte do Estado de Israel, concluímos que era enganosa", afirma a ASA.

O ministério israelense das Relações Exteriores declarou que o mapa não pretendia difundir mensagens políticas e sim mostrar as regiões que podem ser visitadas.

Um comentário:

Mario Vallas disse...

Muito bem servos de S. Majestade!
Só não se percebe como é que quando tentam promover o Algarve, o fazem como se a península ibérica fosse toda ela espanhola! Dois pesos e duas medidas ?! Ou é porque está na moda tomar posições dessas, mesmo contra o que lhes vai na alma, e que não é difícil adivinhar?!!

Hora Mundial