28 novembro 2005

Expectativa

O presidente Luis Inácio Lula da Silva se encontrará com o presidente Nestor Kirchener, depois de amanhã, em Puerto Iguazú. O encontro é uma celebração. Os dois países lembram a inauguração da Ponte Internacional da Fraternidade (ou Ponte Internacional Tancredo Neves), há 20 anos, no longinquo dia 30 de novembro de 1985. Na ocasião, os presidentes José Sarney e Raúl Alfonsín também assinaram a Declaração de Iguazú / Iguaçu para a integração dos dois países.

A declaração binacional cresceu. Logo aceitou o Paraguai e o Uruguai. Em seguida virou o alicerce para o Mercosul. Daí, adotou o Chile e a Bolívia. O Peru veio logo depois. E agora a Venezuela é um membro expectador importante. Daí já se fala de Comunidade Sul-americana.

É algo de se comemorar. Estou perplexo de ver como ou melhor de não ver como o é encontro tratado na imprensa quer local, estadual, nacional ou extraterrestre. Não saiu nada ontem no Jornal de Júpiter. Especialmente na local.

Pois bem. Os dois presidentes vão assinar pelos menos 30 documentos. Eu estarei lá. A grande imprensa já disse que os documentos serão na área econômica. Mentira! Nem só de economia vivem os dois países. Haverá coisas que beneficiarão os macro-picaretas econômicos do dois lados. Porémn, o importante é que os acordos ou seja lá o que for, serão em várias áreas. Inclusive a de (i)migração, educação e direitos civis. Vamos exigir uma cobertura mais completa.


Como você sabe, mudei de endereço. É possível que até dezembro eu tenha um espaço melhor. Deixe-me compartilhar uma boa nova: amanhã eu estarei, junto com dois colegas o (Robson Meireles e o Eduardo Apolinário) apresentando o trabalho de Conclusão de Curso em Comunicação e Jornalismo pela UDC - a União Dinâmica de Faculdades Cataratas, a minha Alma Mater - Que bonito.

Amanhã eu vou dormir só para me acordar depois de amanhã. Vou acordar formado. Vou sentir a barriga para ver se cresceu alguma coisa. Ver se não apareceu alguma coisa na testa. Em algum lugar vai aparecer alguma coisa diferente. Eu acho. Tem que aparecer algo a mais. Eu sempre notei que os formados tinham alguma alguma coisa a mais. Quero ver. Daí, vou para Puerto Iguazú tentar entrevistar o nosso presidente Lula e o nosso co-presidente Kirchener. será um encontro presidencial agreste-patagônico. Asa-branca com Ñandu Guazú, duas áreas diferentes de nossa América, cambaleante mas viva.

Abraço

Nenhum comentário:

Hora Mundial