07 dezembro 2006

Uma história de trens




O nome da pessoa que aparece na foto é Mark Smith. Ele é inglês. E está sentado na poltrona 61 de um trem europeu, possivelmente o Eurostar. Em outra foto ele está recebendo um prêmio. É o Prêmio First Choice do Turismo Responsável 2006 promovido pela Responsible Travel. Mark Smith está recebendo o prêmio na WTM - Feira Mundial de Turismo de Londres. Por que o prêmio? Porque Mark Smith é o autor de um site chamado "Seat 61" ou "O homem na poltrona 61". E assim na poltrona 61 ele viajou várias vezes de Londres a Marrakech, de Londres a Tunisía, de Londres a Alepo na Síria, de Londres a Tóquio via Transsiberiana entre muitas outras viagens. Ele é ferroviário de carreira. Foi ligação entre o mundo (trade) turístico e o mundo dos trens como um executivo. Mas nada o obrigava a fazer o site que ele fez e que tem informação para valer, deu muito trabalho mas ajuda a quem quer que deseje saber como se viaja de trem no Brasil, no Cambodja, na India e em qualquer parte do mundo. O site é um hobby. Assim Mark Smith ajuda a diminuir a emissão de gases ligados aos pequenos carros. Um trem só leva muita gente. Quantos carros seriam necessários para levar a mesma quantidade de pessoas que uma composição de trem leva? Por isso ele ganhou o prêmio. Há tempo comecei a colocar links de trens aqui no Notas do Turismo: Serra Verde, El Gran Capitan e outros. Minha idéia é incentivar a que recuperemos os trens no Brasil, na Argentina, no Paraguai e ajudar a que as empresas sejam viáveis. Com as férias chegando, porque não viajar de trem? Pode ser o Serra Verde de Curitiba-Morretes a Paranaguá percorrendo a ferrovia construída pelo engenheiro Rebouças. Valorizemos! Há até uma Associação Brasileira de Operadores de Trens Turísticos que você pode ver clicando no link do Serra Verde Express entre Curitiba e Paranaguá na área de links onde se lê trem/trenes. A Natureza agradece! Há muita coisa para conferir hoje no blog: os links de trens (novos), a Rádio Notas do Turismo, o fotolog do blog que começou a crescer com as fotos do FozHair um evento de beleza e assim promovendo a ligação entre turismo e outros setores. Para onde vai o blog, não sei. Mas gosto de fazê-lo.

Nenhum comentário:

Hora Mundial