14 fevereiro 2008

Modelo alternativo: lambari também vive

Nas últimas postagens tenho falado sobre as tendências megalomaníacas do turismo "resort", grandes praias artificias, selva tropical em Berlim, neve no deserto, mega-capital. Mas agora quero dar uns três exemplos de outra tendência do turismo para que os pequenos sobrevivam e felizes!

O primeiro exemplo se chama Atractivos Turísticos Asociados (ATA) que fica em Puerto Iguazú, Província de Misiones (Missões), Argentina, ao lado de Foz do Iguaçu. Normalmente, o turismo de Puerto Iguazú é igual ao turismo de Foz. Feito pelos grandes. Você vai a uma feira lá na baixa do chapéu, onde o macaco perdeu o caju, e de Puerto Iguazú só estarão os Grandes. Eu não vou dizer nomes para não apanhar.

A ATA (veja o site clicando AQUI) é uma associação que congrega a todos os atrativos da cidade incluindo aqueles que são pequenos demais para bancar divulgação, marketing, e outros gastos como o Jardim dos Beija-flores, museus particulares, orquidário, parque botânico Ibiraretá, aldeias guaranis,a feira do Marco das Três Fronteiras, a Aripuca, o Catamarã que faz passeio no rio Iguaçu (não é empresa pequena mas está fora da demanda das massas) e assim sucessivamente. Ainda de Puerto Iguazú, sugiro uma visita ao site do Projeto "M A T E". Mate aqui quer dizer "Modelo Argentino para o Turismo e [o]Emprego. Não sei se funciona. Mas que a idéia é bonita é. Veja o Mate e decida se é digno de copiar ou não. O Mate é uma parceria do ITEC Iguazú com o Niagara College. O ITEC é uma escola profissionalizante, nível técnico. O Niagara College é uma universidade.

Bem, se você não é muito chegado em modelo argentino então veja a idéia que está pipocando pelo Brasil afora. Conheça a COOPTUR - uma cooperativa de turismo no Paraná. Na região da cidade de Palmeiras onde está a Colônia Wittmarsum, todos os atrativos, pousadas, hotéis, estão ligados a CoopTur. É isso!

Nenhum comentário:

Hora Mundial