09 fevereiro 2008

Muito dinheiro / Grandes atrações

Há uma tendência muito grande do envolvimento de grupos da construção civil no turismo. É uma mistura de construção civil, entretenimento e captação de visitantes locais ou de fora (Turistas). O Dubai, que está investindo muito em programs da TV brasileira, é o campeão. São hotéis-condomínio-marina-parques temáticos e outras iniciativas. O Dubai descobriu que o petróleo pode acabar e assim decidiu fazer uma mágica: transformar o turismo em uma espécie de neo-petróleo. Como todo mundo está falando do Dubai, vou deixar que gente com mais recursos dê o recado. Va à pagina do Programa 50 por 1 de Álvaro Garnero na TV Record e veja clips, reportagens sobre o Dubai.

Há também envolvimento dos "developpers" ( empresários da construção, imobiliárias,grande capital,) para fazer "cópias", "réplicas" ou falando academicamente "simulacros" da Natureza. Scott Forrester, do departamento de Estudos da Recreação da Brock University, de Ontario, Canada, disse que "de alguma maneira, as pessoas até preferem o simulacro". Perigoso! Exemplos desses simulacros estão no Dubai, Japão, Alemanha, Estados Unidos e por aí afora.

Vou ficar aqui com o Tropical Islands de Berlim e Miyazaki, Japão. Se vende pacotes para esses paraísos artificiais. A vantagem é que o cliente não precisia se expor a perigos fora do país, não precisa passaporte e a lingua não é estranha. Assim há de tudo. Nas pranchetas há projetos para o primeiro cassino submarino do mundo em Macao e a primeira Cidade Espacial no Golfo Pérsico. Até aqui o lado do grande capital, aquele que está nas bolsas de valores. Já volto com tendências que atendem comunidades locais - os pequenos. Há espaço para todos.Já volto!

Nenhum comentário:

Hora Mundial