13 março 2008

Destroços e restos de um trevo



Caro leitor do Nota do Turismo, este blog nasceu em Foz do Iguaçu para divulgar o que a cidade tem de melhor e para ajudar na discussão dos problemas da cidade e da região das Três Fronteiras. Recentemente, o Notas do Turismo, deixou de "pegar no pé" dos responsáveis pela cidade, na esperança de poder estar ajudando. Porém isso não foi funcionou.

Digo o que vou dizer, neste espaço turístico reconhecido, que ao chegar à cidade, é inevitável sentir um clima de decadência onipresente. Uma decadência que torna a nossa cidade ainda mais brega, mais pobre e transforma seus cidadãos em pessoas "desempoderadas". Convido os leitores a ver o Blog de Foz, suas várias matérias e este artigo específico sobre o trevo de Foz do Iguaçu, o primeiro contato de quem chega a cidade após ter percorrido 725 quilômetros da BR 277, caso ele ou ela, nosso turista, nossos visitantes, tenham saído de Paranaguá. Leia e me responda: é justo? É bonito? É respeituoso?


Material publicado também no BR 277

Nenhum comentário:

Hora Mundial