18 março 2008

Santa Tereza e o Portal do Parque Nacional do Iguaçu





Santa Tereza do Oeste, cidade desmembrada de Cascavel e localizada na BR 277 acaba de achar seu lugar ao sol. A cidade destaca que o Parque Nacional do Iguaçu, para quem trafega pela BR 277, começa em Santa Tereza. Para celebrar a sua posição como "Marco Zero" do Parque Nacional do Iguaçu, Santa Tererza está bancando as obras do Portal do Parque Nacional do Iguaçu que custará cerca de R$ 1,5 milhão. No Portal do Parque Nacional do Iguaçu, haverá um mueseu sobre a Itaipu Binacional, ao Ibama, o Parque Nacional do Iguaçu e a história da cidade. Veja mais sobre o projeto no site da Prefeitura de Santa Tereza do Oeste.

Santa Tererza é um dos 16 municípios do Oeste do Paraná membros do "Território Oeste", uma associação dos municípios com menor IDH - Indice de Desenvolvimento Humano na região Oeste. São municípios também com dificuldades de acesso a recursos federais. A aprovação da criação do Pré-Território Oeste é do Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Cedraf).

Além de Santa Terreza, os municípios envolvidos são Ouro Verde do Oeste, São Pedro do Iguaçu, São José das Palmeiras, Iracema do Oeste, Diamante do Oeste, Ramilândia, Vera Cruz do Oeste, Lindoeste, Santa Lucia, Capitão Leônidas Marques, Boa Vista da Aparecida, Braganey, Iguatu, Anahy e Nova Aurora.

Um comentário:

wilson disse...

É de se orgulhar uma cidade erguer um portal para o Parque Nacional do Iguaçu do próprio bolso. Pela proximidade com o parque, Santa Teresa do Oeste poderia buscar atividades mais efetivas dentro do Parque Nacional para a Sensibilização através da Educação Ambiental. Isto é inteiramente possível, o que seria um atrativo a mais para o Município. Criar uma trilha interpretativa de Educação Ambiental dentro do Parque é uma alternativa além de possível, necessária e esta no Plano de Manejo do Parque Nacional do Iguaçu. 1,5 milhão é muita coisa. Parte disto poderia ser destinada para dentro do Parque Nacional. Pensem nisso que as futuras gerações agradecerão

Wilson Fernandes
Biólogo
CRBio 50.929/07-D

Hora Mundial