21 maio 2009

Economia Solidária, Turismo Solidário e Outro Mundo é Possível etc


Veja o blog da Rede Brasileira de Turismo Solidário - TURISOL

Está acontecendo uma pesquisa da Universidade Federal do Paraná sobre Programas de Economia Solidária na Cadeia Produtiva do Turismo do Estado. Vi de relance. Logo vou mais fundo. Há perguntas do tipo: existe programas de economia solidária em seu município? Bem, no meu caso, para Foz do Iguaçu, eu responderia: N Ã O! Isso é muito interessante. Estou abrindo espaço para esta discussão.

Além de economia solidária já estamos começando a ter exemplos do que se chama turismo solidário. Há um programa de Turismo Solidário no Vale de Jequitinhonha, Minas Gerais. Não é chamado por esse nome, mas eu incluiria o Projeto Mate de Puerto Iguazú, Argentina na lista dos projetos turísticos solidários. O MATE significa Modelo Argentino de Emprego e Trabalho. O projeto é dsenvolvido em parceria com a Niagara College (Universidade) de Toronto, Canadá e o ITEC, Instituto Tecnológico que levou a criação de uma Escola Bilingue Intercultutal de Turismo Mbyá Guarani que funciona na aldeia Yryapu. A inciativa tem o apoio de entidades internacionais como a Friends of Yryapu (Amigos da Yryapu), criada especialmente para isso.

Minha aldeia, Foz do Iguaçu, necessita urgentemente de projetos de economia solidária incluindo projetos de turismo solidários. Hoje tudo parte do macro, do excessivamente grande. Tudo controlado de cima, tudo verticalizado, nada de abertura para inciativas "horizontais". É como se Foz do Iguaçu fosse uma cidade comprometida com o anti-lema 'Outro Mundo não é possível'. Se a pesquisa cair na sua mão, leve-a a sério! Afinal no Brasil existe uma Secretaria Nacional de Economia Solidária. Então?! Por que não?

Nenhum comentário:

Hora Mundial