08 janeiro 2012

Turismo de Foz do Iguaçu: anos de recordes

Aproveito para lembrar que 2012 será um ano de eleições municipais e, como sempre, será difícil. Meu primeiro desejo para Foz neste ano novo é que na guerra eleitoral que já vem, não aproveitemos para parar tudo e dar marcha à ré. Se possível evitemos estrelismos e preciosismos, já-ganhei e outros sentimentos daqueles que sobem à cabeça. Desejo a todos uma pitada de humildade.

Batemos um recorde no turismo! Mas mesmo assim é pouco se humildemente lembrarmos que existe um mundo lá fora. O Parque Nacional do Iguaçu recebeu 1.394.187 visitantes. Não chegou aos 1.4 milhão previsto mas é uma boa posição. Não sei até quando poderemos ficar torcendo por recordes anuais e aumentos pois o crescimento do turismo em Unidades de Conservação (UCs) tem que ser sustentável e depende de humores não muito estáveis. A qualquer momento alguém em Brasília subirá ao poder, no ICMBio e vai lembrar da capacidade de carga da área. Dos 1.394, 187 visitantes, a maioria veio do Brasil fechando o ano com 751.353 brasileiros. O restante veio do resto do Mercosul (Argentina, Paraguai e Uruguai) – totalizando 309.312 "mercosulenses". Chamo a atenção para um fato que exige de nós muita mais humildade ainda.

Os restantes 335.522 visitantes vieram dos 192 países do mundo – pelo menos dos que são membros da ONU. Dividindo 335,522 pessoas por 192 vamos ter uma faixa de 1.700 pessoas por país. E nesses países estamos incluindo fortes emissores como os EUA,Canadá, Reino Unido, França, Alemanha, Japão, Austrália e mais recentemente os emergentes como Rússia, Índia e outros mesmo na América Latina como o México.

Lembrando Guilherme Paulus da CVC, teremos que ter o cuidado de não colocarmos todos os nossos ovos no mesmo sexto. Vejo gente batendo no peito e se vangloriando de que o brasileiro é responsável pelo maior número de visitantes. Mas quantos por cento do fato do brasileiro estar presente aqui vem do momento econômico nacional e quanto é parte de uma estratégia nossa? É neste ponto onde peço a humildade que mencionei acima! Pé no chão! Coração aberto e pé na tábua!

Nenhum comentário:

Hora Mundial