04 setembro 2006

Capitão no Turismo


Capitão Leônidas Marques, município do entorno do Parque Nacional do Iguaçu (PNI) , cortado pela rodovia estadual (PRT) 183 aceitou o desafio do turismo. Como lindeiro do PNI , o município participa do Programa de Desenvolvimento do Turismo Sustentável no Entorno do Parque Nacional do Iguaçu, uma iniciativa do Ibama e da Ecoparaná. O município pretende se encaixar também no Programa Nacional de Turismo Rural na Agricultura Familiar. Os dois programas visam, respectivamente, “formatar produtos e roteiros nos municípios do entorno do PNI” e “utilizar a atividade turística para agregar valor às propriedades, favorecendo o desenvolvimento sócio-econômico da região”.

Mas a pequena Capitão Leônidas Marques não parou por aí. A cidade já formou e oficializou o seu Conselho Municipal de Turismo - COMTUR. Esta é uma exigência do Encarte 7 do Plano de Manejo do Parque Nacional do Iguaçu. Com o Conselho Municipal em andamento, a cidade pode receber da Embratur o certificado de Município Turístico o que facilita a obtenção de verbas de vários ministérios para projetos ligados ao turismo, agricultura familiar, turismo rural, educação ambiental entre outros.

O Conselho Municipal de Turismo de Capitão Leônidas Marques foi criado pela Lei Municipal 1112 de 5 de maio de 2006. Em seguida, no dia 28 de junho de 2006, o prefeito Claudiomiro Quadri, sancionou a Portaria 091 que oficializou os membros do Conselho Municipal que tem caráter consultivo e deliberativo além de ter um papel gestor nos planos de desenvolvimento do setor na cidade. Mas, a história do COMTUR de Capitão Leônidas Marques não pára por aqui. Foi já foi aprovada Lei 1134 que cria o Fundo Municipal de Turismo de CLM. Muitos Conselhos Municipais de Turismo de cidades mais veteranas no turismo não tem um Fundo Municipal. Um a zero para Capitão!

Segundo a Portaria 091 / 2006 O COMTUR de Capitão tem como presidente o atual secretário de Desenvolvimento Econômico, Comércio e Turismo, Laire A. Dal Prá. Os setores da sociedade presentes e representados incluem: o Poder Executivo, Agro-Indústria, Associação Comercial, Agentes Financeiros, Igrejas e entidades religiosas, artesanato, CTG, Clube de Damas, Sebrae, Clube do Vovô, Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Apae.

Segundo o secretário Laire Dal Prá, o próximo passo é enviar para a Secretaria de Estado de Turismo e Embratur - Instituto Brasileiro do Turismo, todo o material recolhido até agora. Isso inclui: pré-projetos, cópias das leis ligadas ao COMTUR, cópia do Plano de Desenvolvimento do setor com fotos dos atrativos turísticos de Capitão Leônidas Marques entre outros.

Nenhum comentário:

Hora Mundial