11 dezembro 2006

Foz Eco(Mico) 2007

Fui informado que a Eco Foz ou Foz Eco 2007 gorou. O evento foi transferido para 2008. Quem também quer gorar, no ovo, é a secretaria Rio+15. Em vez da secretaria, o prefeito estaria convocando uma junta ou um mini cluster (aglomerado) de secretarias e entidades, organizações civis, cidadania,bombeiros, Ceasa para organizar o evento. Que evento?

Quando nasceu, a Rio+15 aspirava a ser um evento da comunidade internacional ligado a Unesco. Até o nome é internacional. Deixe-me explicar: Em 1992, a ONU convocou uma “cimeira” (este é nome do evento) para discutir o ambiente – a vida na terra. Após o encerramento, a ONU pré-marcou uma segunda reunião para 10 anos depois chamada Rio+10 que aconteceu na África do Sul. Seria uma reunião para avaliar o que aconteceu em 10 anos. A reunião Rio+10 não trouxe novidades e a ONU não quis pré-anunciar uma Rio+20. Todos estavam decepcionados. O Brasil apresentou as grande hidrelétricas como "sustentáveis" e como modelo ecológico. Pode?


Daí, de repente, aparece no ar uma convocação para a Rio+15 em Foz. Quem estava convocando o quê? A Unesco, disseram. Ora segundo a hierarquia das organizações, a Unesco não pode convocar um evento da ONU. A Unesco é parte do sistema das Nações Unidas ou seja a Unesco foi criada pela ONU. No final se disse que quem estava convocando "cimeira" iguacuense era a Cátedra Unesco de Turismo da Universiddade de Paris-Sorbonne. Não pode, pensei e consultei gente.


Uma cátedra da Unesco, segundo a hierarquia das organizações internacionais da família ONU não pode convocar nada em nome da Unesco. A Cátedra só tem status consultivo. A comunicação (os jornalistas e professores de jornalismo) no Brasil tem uma cátedra Unesco ligada à Universidade Metodista de São Paulo (UMESP) dirigida pelo professor José Marques de Melo. Em seguida fiquei sabendo que quem tinha inventado a Rio+15 era Foz do Iguaçu. Mas já não era uma “cimeira” na família Rio+qualquer coisa. Desta vez era uma secretaria municipal.


E que fazia a Secretaria Rio+15? Organizava o quê? Um evento e etc mas e daí? Não soube nada mais. Fiquei calado e quieto por aí e fui para o exílio. E agora vem esta bomba: não tem mais evento em 2007. Não tem mais Rio+15. Não tem mais Unitwin Cátedra Unesco / Sorbonne. E diz ainda, Foz vai perder o evento para Curitiba. Tranqüilizem-se, não há carreira deseperada para sediar nada e muito menos Curitiba que se consagrou com a COP3 e MOP4 em 2006 - estas sim, reuniões preparatórias da ONU para coisa muito séria que afeta nossa vida e o planeta. Curitiba não precisa disso.


É a velha questão do inventar rodas. Foz não pode inventar tantas rodas. E sabe o que o pessoal inventou ainda? Uma Agenda 19 para as região dos três países. Foi outro grupo. Mas não pode haver Agenda 19, eu disse. Agenda + um número qualquer é frase da ONU que veio da “cimeira” de 1992. O número 21 se refere ao século. Agenda para o século 21. Aí eu disse, bah, como Foz conseguiu criar uma agenda para o século 19? Aí me explicaram: o número 19 nosso tem a ver com os 19 pontos ou exigências da Agenda. Aí eu disse: então explique melhor! Eu me divirto. Mas eu juro, o povo é bom. Eu agarantio! Pena que tenha que pagar tanto mico.

Nenhum comentário:

Hora Mundial