26 janeiro 2007

Cadeado no Parque

Alô leitores do Nota do Turismo! Se você é guia de turismo, turista, visitante do Parque Nacional do Iguaçu, ambientalista e estiver na região de Foz do Iguaçu, mande e-mail para o Notas do Turismo e compartilhe suas experiências boas e ruins. Quanto à questão do cadeado no local onde desde a época de Jesús Val (antigo dono das Cataratas, aquele contra quem, Santos Dumont disse: estas belezas não podem ficar nas mãos de um particular), foi considerado o mirante prinicpal das Cataratas, peço que ajude enviando fotos da porteirinha com o cadedo, gente pulando por cima, turista perdido e tudo o que for interessante.

Como disse antes, o funcionário público, que trabalha, e há muito tempo, para o nosso glorioso Ibama, o Plano de Manejo do Parque Nacional do Iguaçu, inspirado por um documento fajuto que não existe, (quer dizer não há um volume chamado) Plano de Revitalização do Parque Nacional sugeriu, pediu, mandou, exigiu, bateu o martelo e mandou criar um mirante novo que passaria a chamar-se de "mirante um".

O que não diz é o que fazer com o mirante antigo, o ex-"mirante um" que é, para todos, o mirante. Deveria chamar-se mirante 1.2? Deveria ser extinto? O Plano de Manejo não diz nada. Ou melhor ao pé da letra só diz o seguinte:

"Fica incorporado um novo mirante à trilha das Cataratas, que será o ponto inicial. Trata-se do atual heliponto, que será o mirante número 1. Com esse novo traçado, a trilha das Cataratas passa a ter aproximadamente 1.000m de extensão, contando com nove mirantes, iniciando-se no mirante 1, tendo como ponto final o Espaço Naipi"

(Fonte da citação acima: Plano de Manejo, Encarte 7, Atividades e Normas, do Subprograma de Recreação (7.4.2.1), parte do Programa de Uso Público (POP).

Pelo que li acima, o Plano de Manejo mandou incorporar à trilha um novo mirante e não tirar um mirante. O Plano manda, segundo a citação acima, aumentar a trilha que passa a ter "aproximadamente 1.000m de extensão. Quer dizer: o Plano está mandando e todos devemos obedecer que o passeio comece no Mirante UM. Assim quem colocou o cadeado pode tirá-lo, abrir a cerca e anunciar à comunidade tanto local como turística global o que será feito, como, qual é o projeto e como todos podemos ter orgulho de nosso Parque Nacional do Iguaçu, um Patrimônio da Humanidade. Seu patrimônio. Parque Nacional também é educação ambiental, conscientização,interpretação, amor. E não só opressão! Por fim educação ambiental não se limita à Escola Parque! Transparência Iguaçu - Já.

Postagens sobre o mesmo assunto
notastur@gmail.com

Nenhum comentário:

Hora Mundial